11 de ago de 2012

#


Ô minha princesa da terra, Vê se recupera
O juízo e manera dessa tua ânsia
De sair correndo de todo lugar
Sei que teu povo é bizarro e viajam errado
Só vêm teu lado, e se esquecem de todos e tudo
Que de perto estão do seu lar...
        A pinga do duende maluco - Braia

Nenhum comentário:

Postar um comentário