30 de nov de 2014

29 de nov de 2014

O meu cabelo é lindo sim!

Gostaria de saber quem é que foi que inventou que o cabelo cacheado/crespo, o cabelo afro, é feio e precisa ser domado? Quem foi que os legitimou como cabelo ruim, cabelo pixaim, cabelo de bucha e tantas outras atribuições que em nada tem a ver com esse lindo tipo/forma de cabelo? Pois para você que partilha desses pensamentos preconceituosos deixe eu lhe dizer um pouco sobre o que o cabelo afro significa para mim, e ao fim reflita se esse cabelo rebelde é tudo isso que pensas mesmo.

O cabelo crespo é dotado de significados que remetem à resistência, resistência essa que se opõe a mídia, à moda e aos padrões que nossa sociedade nos empurram de goela a baixo. O cabelo afro é um símbolo de aceitação e identidade, é reconhecimento de quem se é e de onde se vem, é estar de acordo com sua real origem e não negar um passado que por quase 400 anos foi tão cruel com todos aqueles que nos passaram seus traços, suas marcas, suas belezas e sua ancestralidade.

O cabelo cacheado é muito mais que rebeldia, é ativista e contra hegemônico!  Nossos cabelos revelam que nós não nos envergonhamos de quem somos, mostram que temos orgulho de nossa cor, de nossos traços e de nossa raça. O cabelo cacheado e crespo é simbolo de luta por reconhecimento, é combate ao preconceito, é conhecimento de si e para si.

Soltamos e assumimos nossos cachos pq estamos cansadas de ouvir que eles precisam ser domados, alisados, presos e acalmados! Soltamos nossos cachos pq temos orgulho de nossos fios, temos orgulho de quem somos e nos reconhecemos como negras, que lutam por espaço nessa sociedade sexista, preconceituosa e racista. 

Temos orgulho de toda a nossa história e queremos representá-la por onde passamos, através de nossas formas naturais de ser e por meio da aceitação de nossa beleza genuína! Somos mulheres negras que não se rederam à hegemonia dos padrões brancos, ou que ao menos em algum momento de nossas vidas percebemos que aquilo que somos vale mais que qualquer coisa, não precisamos modificar nossos cabelos para sermos aceitas ou para nos sentirmo mais belas. Vocês terão que nos aceitar da forma que somos, e engulam suas atitudes descriminatórias e racistas antes de falarem de nossas madeixas.

Engulam esse racismo velado e aprendam que fomos a base da construção desse país lindo que é o Brasil, leiam sobre nossa história, leiam sobre nossas vidas, enxerguem o nosso papel na sociedade e reflitam se realmente somos tratadas de igual para igual. Observem aos seus redores quando estiverem nos shopping's, nos restaurantes, nas universidades ou em qualquer outro lugar, contem quantas mulheres negras estão ocupando a mesma posição que você neste local e perceba o quanto a escravidão ainda se reflete em coisas que são sutis apenas para aqueles que fecham os olhos.

Repense antes de criticar o cabelo cacheado e crespo de alguém, pense no significado dele para essa pessoa e se ponha no lugar dela! Não reproduza o preconceito, mas sim reflita nos motivos que levam ele a perdurar até hoje e mude sua mente. Cabelo afro é lindo, mas o preconceito racial te impede de enxergar isso. 

Parabenizo todas as mulheres que assumiram seus cabelos e lutam por igualdade e reconhecimento, parabenizo todas aquelas que largaram os produtos químicos e a chapinha, pois só quem passou por isso sabe o quanto esse processo é complicado, só quem ouviu frases do tipo: "Que cabelo é esse?" "Você não penteia não?" "Pq vc não alisa esse cabelo?" "Levou um choque?" e etc sabe o que é passar por um processo de transição, por um processo de aceitação e legitimação de seu verdadeiro eu. 

Só sabe o que é preconceito e racismo quem passou por isso, e definições criadas por pessoas que nunca passaram nem passarão por essas situações não devem ser levadas tão a sério assim! 

A beleza da mulher negra é única e precisa ser valorizada, e somos nós mesmas que começamos esse processo de valorização, nos reconhecendo e nos aceitando da forma que somos. Um viva a todas as cacheadas do mundo, pois somos guerreiras e nosso cabelo é uma de nossas principais armas contra tudo aquilo que reproduz a nossa desvalorização!

                                   

29 de set de 2014

#

"Se você nadar contra a maré vai ser excluída da maioria que segue o curso "normal" do rio..." . É pai, é isso que acontece com aqueles que tentam mudar algo nesse mundo louco.  

9 de set de 2014

Como comecei a gostar de mim

Vivemos numa sociedade em que você vale aquilo que tem, "você é" tudo aquilo que sua aparência demonstra ser e quando se é mulher digamos que de certa forma isso se exacerba. A maior parte da minha família é negra, sou filha de primos legítimos (negros) e por sorte do destino não nasci com nenhum problema genético. Meus pais sempre se esforçaram para me dar tudo de melhor, e felizmente eles sempre prezaram pela minha educação.
 Minha mãe é formada em pedagogia e meu pai não possui curso superior, isso não o impede de trabalhar bastante em dois locais diferentes.  Não tenho irmãos e desde pequena fui acostumada a passar a maior parte do tempo sozinha, meus pais sempre trabalharam o dia todo chegando a noitinha e eu estudava pela manhã, isso me garantia a tarde inteira só e livre em casa para fazer o que eu bem entendesse. 
Eu adorava desenhar, pintar e ler e ficava a tarde toda usando meu almanaque da Turma da Mônica. Minha mãe e meu pai sempre deram duro para me dar tudo de melhor e se esforçaram bastante para que eu estudasse em escolas que tivessem um bom ensino, isso me fez estudar em escola particular toda a minha infância e início de adolescência (digo início pq depois entrei na faculdade e ela é pública). 
Foi no fim do ensino médio que tudo começou a acontecer... 
Quando eu tinha mais ou menos uns 9 anos comecei a alisar meu cabelo que naturalmente é cacheado e simplesmente amava meu cabelo liso, minha mãe e minhas tias faziam isso nos delas também e como uma de minhas tias trabalhava em um salão de meses em meses eu ia lá refazer todos os processos para ter um cabelo liso e "mais bonito".
 Quem faz essas coisas no cabelo sabe que não é barato, os produtos geralmente são caros e isso fazia com que as vezes, com o passar do tempo, minha mãe não pudesse compra-los, tendo em vista que outras coisas eram mais importantes. Teve um período em que minha mãe passou a comprar os produtos e fazer meu procedimento em casa mesmo e as vezes isso não dava certo, acho que meu cabelo sofreu corte químico umas duas vezes, mas não dava pra notar tanto pq sempre fui muito cabeluda kk enfim isso perdurou por vários anos.
 Quando eu tinha 14/15 anos achava um saco acordar de manhã com aquela raiz cacheada e ter que fazer chapinha no cabelo, primeiro pq eu tinha que acordar mais cedo, segundo pelo tempo que eu levava pra deixar meu cabelo todo liso. Houve uma época em que meu cabelo estava totalmente sem forma, nem cacheado nem liso e como eu via que só com a chapinha ele ficava totalmente liso parei de alisá-lo. 
O tempo passou e troquei os alisantes pela chapinha, além disso passei a cortar meu cabelo sozinha (coisa que faço até hoje) o fato de cortar meu cabelo só fez com que ele aos poucos fosse voltando a sua real forma, mas não completamente, ele continuava feio e sem forma mas não parecia pq eu o usava chapado o tempo inteiro o que dava a ele um aspecto liso. 
No Ensino Médio, com todo aquele alvoroço de ter que passar no vestibular e etc minha mãe fez das tripas coração e me colocou numa das melhores escolas da cidade mesmo sem poder e tudo que ela ganhava ia direto pra mensalidade da bendita escola. Bem, a maioria das pessoas da escola tinham uma vida muito boa financeiramente e todas as outras coisas que isso lhes proporciona, e eu me sentia meio deslocada lá pq todo mundo era diferente de mim, o primeiro ano foi terrível pra que eu conseguisse me adaptar, mas fiz amigas com um tempo e isso ajudou bastante. 
Descobri que mesmo em lugares onde posturas elitistas predominam existem pessoas humildes que não precisam esbanjar o que tem para serem legais, e sim muitas pessoas incríveis entraram em minha vida lá. Foi na metade do 2° ano que comecei a assumir meus cachos, lembro como se fosse ontem o dia em que soltei eles pela primeira vez. Tive medo que as pessoas rissem de mim, ou que me achassem feia (mesmo eu achando meus cachinhos incrivelmente lindos)  enfim fiquei meio receosa, mas o que aconteceu foi exatamente o contrário. Foi a vergonha que por muitos anos me impediu de mostrar meus cachos, e mesmo eu os achando bonitos não tinha coragem de sair com eles livres porque tudo a minha volta demonstrava que eles não eram tão bonitos assim, que eles não eram o padrão ou o normal e que a minha beleza natural - de mulher negra- não significava nada diante dos padrões europeus de beleza impostos pela sociedade e fomentados pela mídia, por muito tempo esses padrões me oprimiram. 
Mas voltando ao grande dia.. Me ajeitei toda pela manhã, lavei meu cabelo e coloquei bastante creme para modelar meus cachos e depois coloquei uma fita roxa com um lacinho e sai. Eu não pensei que as pessoas fossem achar que meus cachos ficariam tão bem em mim, eu não pensava que outras pessoas além de mim mesma pudessem achar meu verdadeiro cabelo bonito, e elas acharam, inclusive a pessoa que eu namorava nesse momento da minha vida assumiu que preferia cabelos cacheados a lisos, e bem é óbvio que ele também achava meu cabelo natural mais legal. 
Por onde eu passava as pessoas olhavam e diziam que meu cabelo estava lindo e que eu deveria usar sempre ele daquele jeito, por incrível que pareça o natural venceu! Eu não conseguia me sentir mais feliz do que já estava e fiquei tão bem comigo mesma que naquele momento  pensei que era aquilo que eu queria fazer para sempre. 
Era aquele o meu cabelo e era daquela forma que ele deveria permanecer. Depois desse dia passei a usar chapinha cada vez menos e fui cuidando dos meus cachos, isso tudo não foi tão súbito assim quanto parece, ainda fiquei escrava da chapinha por muitos e muitos meses e voltei a usar ela em 2012 quando inventei de cortar meu cabelo no estilo chanel de bico, ficou bem curtinho e na minha cabeça cabelos cacheados não combinavam com cortes curtos, pq ia ficar todo bagunçado etc etc e etc. 
Quando o final do ano foi se aproximando comecei a assumir meus cachos novamente e me senti bem mais livre, tudo isso foi passando e o tempo também e eu consegui entrar na universidade. Passei para o curso de Serviço Social e muitas coisas aconteceram, na universidade nós temos muito mais liberdade para sermos como queremos, é lá que aprendemos muitas coisas e desconstruímos outras e com minha vivência lá fui, e venho ainda, desconstruindo muitos de meus preconceitos internos e cada vez mais entendo a importância da educação nesses aspectos. 
Foi com as minhas aproximações com os textos que fui revendo muitos de meus conceitos e mais precisamente com a disciplina de gênero, os debates a cerca do feminismo e de muitas das outras áreas que esse tema amplo aborda foram de certa forma abrindo minha mente e me mostrando o quanto nós mulheres somos oprimidas, de diversas maneiras. 
Nos são impostas coisas grotescas que somos obrigadas a seguir, formas de comportamento, maneiras de se expressar e de se relacionar com as outras pessoas, o jeito de se vestir  e mais uma porção de coisas que muitas vezes nem percebemos e acabamos reproduzindo. 
As questões étnico raciais foram me seduzindo cada vez mais, e isso aconteceu justamente pelo fato de eu estar inserida nessas questões, enquanto mulher e enquanto negra eu fui despertando para as coisas que me cercam e ainda estou despertando a cada dia que passa,  busco pela minha emancipação enquanto ser humano.
 E meus cachos onde ficam nessa história? Bem, depois de tudo isso não consigo mais viver sem eles, ainda uso a chapinha, mas isso hoje é muito raro, meus cachos dominam meus dias, minhas tardes e minhas noites, e mesmo me dando um trabalho enoorme me sinto muito feliz quando os vejo soltos e livres. 
Já sofri preconceito com eles sim, já me falaram coisas estúpidas a respeito deles, mas isso só me faz ter mais vontade de usá-los e inspirar outras meninas e mulheres e usarem os seu cachos também. Cabelos cacheados são preciosos, eles precisam de mais cuidado e de mais atenção, necessitam de uma boa alimentação do organismo para ficarem ok, e sem falar nos milhões de shampoos e cremes e finalizadores etc que temos que usar. 
Para nos amarmos precisamos primeiro quebrar os preconceitos existentes dentro de nós, se buscamos que os outros nos aceitem antes de nos aceitarmos nunca conseguiremos sentir amor próprio, a beleza é algo que não pode ser medido pelo tamanho da sua raiz de cabelo, ou pela sua cor, ou pelo jeito do seu nariz. A beleza é autêntica em cada pessoa e jamais uma super modelo poderá representar a beleza de milhões de mulheres, pq isso é particular em cada uma. 
Com esse texto eu quero dizer que somos todas lindas, que não precisamos acreditar no que a TV nos diz,  e no que está estampado nas revistas. Precisamos ter em mente que tudo o que a mídia faz é dar suporte ao desenvolvimento do sistema capitalista e que elea pouco se importa com o que é belo ou não, sua principal função é vender UM tipo de beleza (dentre muitas) para você, fazendo-a esquecer o quanto é linda e especial ao seu modo. Não se deixe enganar, você é maravilhosa naturalmente e nem precisa se esforçar para isso, você tem valor!  

7 de set de 2014

29 de jul de 2014

12 de jul de 2014

#

"Pequenas partículas do mal estavam espalhadas por todo o cosmos, mas a
soma de todo esse mal é um grão de areia comparado com a bondade, a
abundância, a esperança e o amor incondicional dos quais o Universo está
inundado. A estrutura essencial da outra dimensão é amor e aceitação, e
qualquer coisa que não tenha essas virtudes está imediatamente deslocada
por lá.
O livre-arbítrio, porém, se estabelece à custa da perda ou da diminuição
do amor e da aceitação. Nós somos livres; mas somos confinados a um
ambiente que conspira para nos fazer sentir que não somos livres. O livre arbítrio
é crucial para desempenharmos o nosso papel na vida terrena – o
papel que nos permitirá ascender à dimensão atemporal mais elevada, que
todos nós descobriremos um dia. A nossa vida aqui pode parecer
insignificante, pois é mínima em relação às outras vidas e aos outros
mundos que povoam os universos visíveis e invisíveis. Mas ela é também
muitíssimo importante, uma vez que o nosso papel é crescer na direção de
Deus. Esse crescimento é vigiado pelos seres do mundo espiritual lá em
cima: os espíritos e os seres reluzentes (aqueles que encontrei no Portal, e
que acredito serem a origem do conceito de anjos da nossa cultura).
Nós, os seres espirituais que habitamos em cérebros e corpos mortais,
fazemos escolhas reais. Pensamento verdadeiro não tem a ver com o
cérebro. Mas temos sido tão treinados (em parte pelo próprio cérebro) a
associar a mente com quem somos e com o que pensamos que perdemos a
capacidade de perceber que somos muito mais do que nosso cérebro e
nosso corpo físico determinam."

Uma prova do Céu- Eben Alexander

26 de jun de 2014

#

Praia, que alegria!!!
Sempre me transmitia
algo bom
que me fazia
Sorrir. 
W.S

22 de jun de 2014

29 de abr de 2014

#

"...Não precisamos mais de chuva: eu me molho com a água que escorre das suas lágrimas, todas as noites. E o sal que dissolve nossas mais doces lembranças é o mesmo que resolve se enfiar em algum canto alegre dos seus olhos. E ali pude sonhar acordado. E ali pude sorrir e, ao sorrir, não expus apenas trinta e dois dentes. Abri, quase trazendo o sol de um verão que não existe mais, trezentos sóis e um sorriso com o peso da incerteza. O sono foi profundo. O sonho também deve ter sido. Nunca saberemos. A única certeza é que naquela manhã ninguém mais disse bom-dia. E que seus olhos negros brilharam como há muito não brilhavam. E que os poemas, ficaram sem palavras. Só há manchas no papel. E que onde estava escrito saudade, agora há ausência..."
Antes de você abrir os olhos.
[Eu me chamo Antônio]

28 de abr de 2014

#


Duramente ferido ele se lança ao oceano, suas mãos estavam cortadas pelas cordas do mastro do navio, suas costas estavam doloridas de passar tantos dias sem uma cama em alto mar. Ele se joga, sem esperança e sem oportunidades de uma vida genuinamente feliz. Suas cicatrizes mostram o quão sofrida foi sua vida. Após jogar-se pôde sentir o corpo entorpecer, era como se todas as cicatrizes estivessem sendo curadas pela água fria e salgada do Pacífico. Em seu último suspiro sentiu toques suaves em seu rosto, e num último piscar de olhos lá estavam elas, as sereias. Longos cabelos cor de prata, e peles num tom claro de azul, elas eram os seres mais belos que ele já tinha visto em toda sua vida de marinheiro, mas estava morrendo, seria aquilo uma alucinação? ou mais um mistério do universo? Ele fecha os olhos e sente a água fria congelar-le o corpo, se deixa levar pelos mais loucos devaneios e enfim parte.

W.S

21 de abr de 2014

Antropocentrismo poético

Existem pessoas que são tão grandes que não cabem em si, e não digo grande de centímetros ou metros, mas sim de sentimentos. Provavelmente sou dessas, as vezes sinto que vou transbordar, estou tão cheia de mim que me vejo em todos os lugares, me vejo em todas as cores e quadros, me vejo na imensidão do céu e por todo o cosmos. E encho-me cada vez mais, tomo porres de mim mesma e me embebedo com meu eu. Parece egocêntrico, mas afinal o que temos além de nós mesmos? Se não estivermos tão cheios assim de nós o que irá nos encher? 

Cheia de mim,contenho o universo inteiro aqui dentro. E assim como ele se expande expando-me também, me tornando cada vez maior e mais cheia de todas essas coisas efêmeras, que pairam entre a euforia e o desgosto. No papel eu me borro como aquarela num mix de tons variados, que se encaixam perfeitamente como pequenos planetas não explorados e cheios de mistério e poeira intergaláctica.  Me sinto sublimemente infinita. E fico em êxtase, a espera de um explorador destemido, disposto a se aventurar em minhas mazelas e alegrias tão infinitas quanto eu, nos calabouços mais sombrios da minha alma e nos campos floridos de minhas memórias, o que é estar vivo? É sentir-se cheio de si, é sentir-se inundar de seus próprios sentimentos e conte-los sem dar chance a uma gota se quer, desse mar sem fim, sair.

Em espasmos busco pelo remédio, a porção que me diminua e que me estanque. Só que saio em jatos pela boca e pelas mãos em letras e em textos. Eu vomito poesia para não me afogar em mim, e ai de quem se atreve a entrar nesse mundo de avalanches e tempestades, dominado por olhos grandes e negros que sugam sentidos e gostos para dar lugar aos mais afrodisíacos estados de transcendência.

Talvez a culpa seja da solidão, estar só fora a causa de tudo isso. A causa de todo esse antropocentrismo poético que habita em mim, talvez guardar tudo tenha criado uma molécula que de tão densa explodiu como o Big Bang. Ou talvez eu seja tão pequena ao ponto de não compreender-me, acho que essa é a explicação; sou pequena demais, sozinha demais, corajosa demais,intensa demais e minimamente infinita. 
Sou maior que meus textos e menor que meu coração.   

W.S

8 de abr de 2014

Tumblr da W.S Aurora

Finalmente criei vergonha na cara e criei um tumblr para colocar todos os meus textos e poemas, eu ficaria feliz que vocês dessem uma olhadinha :) E compartilhassem o amor com as outras pessoas k3
http://auroraquotes.tumblr.com/

7 de abr de 2014

Ter a auto estima baixa é a pior coisa do mundo.
VOCÊ É INVISÍVEL MENINA, NINGUÉM TE OLHA.
Faça o favor de retirar-se!  A G O R A.

Aurora Melancólica #5

Aurora as vezes virava Scarllet [...]

Não consigo entender como conseguimos ignorar as pessoas que gostamos, na boa como isso é possível?
Jamais deveríamos ter construído em nossa sociedade essas dependências de ego, se não fosse isso tudo seria mais fácil, você estaria mais preocupada com a coxinha que ta fria do que com a atenção de alguém estúpido. 

31 de mar de 2014

# Os 65% não representam a Aurora. Eis aqui o meu protesto.

“Até a nossa vida eles queriam controlar,
diziam qual a roupa nós tínhamos que usar.
É tudo fruto histórico, temos que concordar,
Mas ignorar os fatos é deixar isso passar .

A culpa não é da roupa, a burca pode comprovar.
No Oriente Médio elas não “se deixam estuprar”
Então tem algo muito errado, você pode acreditar?
O machismo ainda existe e ele pode te matar.

Mulheres do mundo todo, não se deixem enganar
O teu jeito ser não se pode manipular.
Se eles falam que isso os fazem te desejar
O problema não é nosso e eu só posso lamentar.

Se você se sente presa, tente se libertar
A vida ta ai pra se fazer realizar
Não seja os 65 que disseram o contrário
Você pode ajudar a combater esse cenário.”

 Aurora

8 de mar de 2014

Parabéns! - Pelo que mesmo, hein?

Hoje quando acordei e fui alimentar meu vício no face, uma das primeiras coisas que vi foi um "parabéns pelo dia da mulher" do meu namorado e isso juntamente com alguns pensamentos meus me fez refletir um pouco. Nas sextas feiras eu pago uma matéria na faculdade chamada "Seminário temático sobre Gênero", nessa disciplina nós discutimos inúmeros assuntos ligados não só à diversidade de gêneros como também o feminismo e etc etc etc.
 Antes que vocês achem que esse texto possui uma visão limitadora que foque apenas na visão feminista e afins lamentos informa-lhes que não é assim e desejo dar-lhes também algumas informações ao meu respeito: Sou uma mulher hétero sexual, e como mulher posso me posicionar muito bem frente as coisas que em pleno século XXI ainda acontecem com nós, mesmo que de forma sutil. 
O fato de mencionar o "HÉTERO SEXUAL" não significa que eu repudio as meninas que são lésbicas ou bissexuais,-bem como os homens- pelo contrário, mesmo possuindo meus valores e crenças acredito que cada ser humano é livre para ser feliz da maneira que lhe convém. Quem sou eu para afalar que fulano ou sicrano está errado e eu estou certa? E pegando isso de certo ou errado, você que está lendo esse texto não precisa concordar com tudo que escrevo aqui, essa é apenas minha visão e minha opinião pessoal.
O feminismo vai muito além do que você imagina e possui diversas ramificações e correntes, e fico feliz de hoje poder estar estudando na academia algo que seja tão importante e que trouxe tantas coisas positivas para nós mulheres. Quando se fala em feminismo não falamos em soberania feminina, muito pelo contrário, o feminismo em si prega a igualdade entre todas as pessoas, sejam homens, mulheres, LGBT"s e enfim o feminismo pretende acabar com a supremacia sexista que existe e perdura até nossos dias atuais.
Mas o que é o dia da mulher? Por quê que ele existe? Quase todo mundo sabe da história das mulheres que foram queimadas dentro de uma fábrica de tecidos lá em Nova Iorque, na mesma data de hoje e no ano de 1857, tudo porque estavam fazendo reivindicações para melhoria de sua rotina de trabalho. Elas queriam salários justos (já que muitas delas faziam o trabalho duplicado e ainda assim recebiam menos que os homens), queriam diminuir suas intensas horas de trabalho que eram o dobro das atuais, ou seja 16 horas, e diversos outros fatores e só por isso foram reprimidas e mortas brutalmente. 
Acontece hoje pelo mundo inúmeras conferências que visam debater o verdadeiro significado desse dias, hoje pelo mundo muitos homens e mulheres fazem o que todos nós deveríamos fazer no dia de hoje: Debater sobre nossa atual posição na sociedade e os enfrentamentos que surgem a cada novo dia.
Não vou negar que já conquistamos muitas coisas positivas, porém ainda acontecem coisas inacreditáveis e não podemos perder a consciência desses casos, que são muitos.
A China é o país que apresenta a maior taxa de infanticídio do mundo, lá há um controle populacional muito forte e os casais só podem ter um filho, se outro filho vier a existir ele não terá nenhum direito aos bens familiares e terá de ser sustentado sem esses direitos ate o fim de sua vida. Nesse país a economia se sustenta na agricultura familiar e para esse tipo de trabalho os pais preferem meninos, pois "irão ajudar mais no trabalho", quando meninas são concebidas elas são rejeitadas e mortas, pois são vistas como desnecessárias à realidade da família, não irei generalizar pois acredito que muitas mães lá sentem muita dor ao ter que abandonar e enfim fazer diversas coisas desse tipo com suas filhas.
Aqui no Ocidente temos a mania de achar que somos modernos, modernos demais, só que coisas absurdas assim também acontecem por aqui. Salários mais baixos em cargos iguais, estupros e assassinatos, preconceitos bobos por parte das "mais femininas" para com aquelas que possuem uma maneira mais despojada de ser (eu já passei muuuuito por isso), aqueles pensares tradicionais que dizem por exemplo que TODA mulher precisa se realizar apenas dentro de um casamento e com filhos, que precisamos ser boas esposas e cuidar de nossos maridos, e além de tudo AGUENTAR TUDO CALADA porque "somos só mulheres e esse é o nosso papel"... 
Cara são tantas coisas absurdas que esse texto ficaria muito maior do que já está se eu fosse citar tudo. Minha maior vontade ao escrever esse texto era fazer com que as pessoas que estivessem lendo entendessem que não há nada de mais em desejar parabéns ao "nosso dia", só que os parabéns não deveriam ser relacionados ao fato de sermos apenas mulheres, mas sim que esses parabéns fossem pela nossa luta pela igualdade, pela nossa luta contra o sexismo da sociedade que coloca o homem  como superior e como um controlador de nós mesmas, que somos todos seres humanos e somos iguais, que não significa que só por causa de uma vagina eu sou inferior ou menos importante. 
Há todo um arcabouço cultural desde os tempos mais remotos que reforçam a ideia da mulher como um ser frágil, que precisa sempre ser auxiliada e de que precisamos sempre ser meigas, atenciosas, amorosas, compreensivas, doces, mas o que precisamos colocar em nossas mentes é que todo ser deveria agir assim, todo ser deveria ter esses comportamentos para o bem do todo e tenho certeza que o mundo seria bem melhor se parássemos de atribuir determinados valores a determinadas identidades de gênero. 
Não vejo problema em homens que choram, homens que se cuidam, homens que dançam. Não vejo problema em mulheres que se sentem bem com o cabelo bem curtinho, mulheres que não gostam de usar salto ou que não se sentem bem toda maquiada. Não vejo problema algum em cada pessoa ser da forma que lhe é agradável.
Somos todos humanos, mas ainda não aprendemos a agir como tal.
Que nesse dia da mulher você possa ter em mente que não é inferior, que não é obrigada a casar, que não é obrigada a ser humilhada e a apanhar, que você não precisa saber lavar louça ou cozinhar, que você não precisa andar sempre impecável, que você precisa gostar de rosa, que salto é mais bonito que tênis, que você não é uma boneca inflável. Saiba que você é um ser, um ser dotado de alma, um ser que precisa ser livre. Saiba que muitas ainda são vítimas por ai e que não podemos parar de lutar. Mulheres e homens são todos seres humanos, e como seres humanos mesmo possuindo diferenças somos iguais. 
Bem, acho que é isso que tenho a dizer, talvez eu não tenha conseguido organizar bem minhas ideias, mas é isso ai. Espero que o objetivo do texto seja alcançado.
Parabéns a nós, e que não percamos a vontade de lutar, que não nos faltem forças para fazer o que é justo e que um dia possamos ser reconhecidas devidamente. 
Um beijo à todos e todas :)   

27 de fev de 2014

Precisamos voltar...

Sinto falta de quando éramos amigos, ou pelo menos quando eu era sua amiga, pois você nunca deixou de ser. Dói ver todas as vezes que errei e me afastei da sua doce presença, mas as  vezes a gente se distancia tanto e tão facilmente que quando nos demos conta já esfriamos demais. Provavelmente estou como uma pedra de gelo agora. Minhas palavras, atitudes, pensamentos sei que tudo isso ultimamente machuca você, mas sei o quanto vc anseia e acredita que um dia retornarei, para juntos escutarmos aquele velho metal que te exalta. Não sei mais como entrar em contato com você, pra falar a verdade sei, só que tem tanta coisa que precisamos conversar que nem sei por onde começar... Não consigo mais me ajoelhar, não consigo te atrair mais. Eu finjo que não sei, mas estou vazia e sei disso. Vazia de você. Me conhece como ninguém mais, me entende e sabe que sinto muito tua falta. E todas as vezes que me distanciei foram pelos mesmos motivos. Pensei que um dia fosse-mos quebrar todas aquelas barreiras, que mesmo parecendo bobas eram muito pra mim. O seu carinho por mim me atinge todos os dias, mas como eu disse estou fria e não sinto mais você da mesma forma. As vezes me pego cantando músicas que costumávamos cantar juntos, e me pergunto se não é você que está lá me incentivando a voltar. Sempre soube identificar suas falas ao meu coração, sempre tive discernimento de quando era você que estava falando.Hoje ainda sinto, muito pouco, quando vc tenta falar comigo, na verdade você fala o tempo todo, eu que não presto atenção nos seus sinais. Você tenta me atrair de todas as formas, você usa pessoas, usa objetos, usa pensamento, mas eu sempre arrumo um jeito de pensar que não é você, que você já desistiu de mim, ou até mesmo que não sou mais digna de ser sua filha, de ser sua amiga, de estar em tua presença de novo. As vezes me pergunto se realmente tive um encontro contigo, se realmente já senti pelo menos um pouquinho do tamanho do teu amor por mim, e lembro de todas aquelas experiências que vivemos, de quando você entrou no meu quarto e me deixou arrepiada e constrangida com aquele poder, ou quando vc me fez chorar só de alegria enquanto eu contemplava a tua casa cheia de pessoas que te buscavam, como se nada fosse mais precioso, e não é. Sinto muitas vezes que aqueles sonhos que só você e eu sabemos nunca irão se tornar realidade, porque não mereço e porque não fui forte o suficiente para permanecer em ti, para crescer em ti. Então lembro das vezes que você me usou para trazer pessoas até você, lembro de quando fui la na frente só pra te sentir mais um pouquinho e você colocou dons em meu coração e em minha boca. Naquele dia eu pude te sentir vivo dentro de mim e eu nem acreditava que aquilo fosse real, que você mais uma vez não tinha desistido de mim. Você nunca desistiu de mim! Olho pra minha vida e vejo as inúmeras áreas que estão afetadas pela sua falta, vejo tudo que fiz e me dá vergonha, porque a sua amiga não era assim antes. Lembro daquela decisão que tomamos juntos ano passado, foi tão complicado e as vezes ainda é, mas gerou frutos na vida de outros e isso me alegra. Você me deu um presente lindo, mas eu não estou sabendo administrá-lo e se eu continuar assim provavelmente irei perdê-lo também, mas eu não quero perde mais nada do que você tem pra me oferecer. Eu quero voltar a ser sua amiga, quero voltar a te sentir, reaprender a conversar contigo. O seu livro falava muito comigo, mesmo que muitas vezes eu tenha deixado de lê-lo. As sementes que você plantou parece que foram levadas pelo vento, ou então a terra da minha alma secou e não pude colher o que deveria. Te vejo todos os dias em pequenas coisas, mas me tornei tão ingrata que nem te agradeço por elas. Só você me completa, só você e mais nada! Me sinto suja para entrar em teu templo de novo, me sinto envergonhada pelas coisas que fiz, pelas coisas que todos os dias te afastam mais de mim. Você sempre me falou que a porta certa teria o caminho mais estreito e isso é verdade. Você sempre disse que não seria fácil, mas que se eu confiasse tudo daria certo. Por um tempo deu, mas eu falhei e me perdi, eu já não estava mais segurando sua mão, e cada vez que eu tentava te ver de novo já estava mais longe, hoje existe um espaço enorme entre nós e esse espaço precisa ser preenchido de novo. Por quê tudo é tão complicado? por quê que sempre queremos aquilo que podemos tocar? Hoje muitos dos seus outros filhos inventam coisas erradas sobre você, eles se contradizem e tentam te mostrar como se fosses um soberano malvado, um ditador, mas você nunca foi assim comigo. Você sempre me deixou a vontade para discutir as coisas abertamente entre nós, sempre foi compreensivo e bom. Você é bom. Eu tenho tanta coisa pra falar, e tanta coisa pra dizer, mas eu não sabia como, por isso escrevi. Quando deito a cabeça no travesseiro pra dormir penso em você, penso na quela boa época em que estávamos juntos e sinto falta, sinto falta de dormir sentindo sua presença ao meu redor e isso me entristece. Sei que tudo isso que eu disse aqui você já sabe, e sei que você nunca se afastou de mim, sei que você está aqui agora e sei que todos os dias você fica do lado de minha cama enquanto durmo, eu que fiquei fria demais pra te sentir como antes. A culpa é toda minha e eu sei. Eu só quero agradecer, obrigada por não desistir! Sei que pra voltar-mos  só depende de mim, e sei que você sempre estará disposto a ler meus textos, sei que quem enxuga as lágrimas que as vezes caem a noite é você, e quando me sinto insignificante é você que está martelando em minha mente "não é isso, você é especial e linda para mim. E mesmo com todos esses defeitos eu te amo cada vez mais, meu amor por você é tão grande mais tão grande, que eu posso te entender exatamente, você foi feita pare ser unicamente assim e sou Eu que irei te curar de todas essas falhas, sou eu que vou tirar todos esses espinhos de você, eu que irei limpar o seu nariz, eu e somente eu irei fazer de você tudo aquilo que tu nunca imaginou, eu te darei uma família linda que irá ser rodeada da minha presença, eu te darei um jardim e muitos animais para você cuidar com amor, eu te darei um companheiro que saberá te tratar com todo o cuidado que você merece, porque você é preciosa, minha menina preciosa, e nada absolutamente nada te afastará de mim de novo. Guarde isso em seu coração e lembre-se de todas as minhas promessas, porque  quando você menos esperar eu estarei agindo, e assim poderás observar só um pedacinho do que sinto por ti." Não sei como expressar o que sinto, mas você sabe como é. Obrigada por ter vindo, e não vá, parmaneça. Para sempre.

16 de fev de 2014

9 de fev de 2014

3 de fev de 2014

Aurora Melancólica #4

Aurora morava no país dos "jeitinhos" [...]

Convido-os a conhecer o "jeitinho brasileiro", sim é isso mesmo, vivemos num país imensamente rico onde mais da maioria da população não tem menor ideia disso, talvez até tenha, mas imagine só se você tem preguiça de se levantar do sofá para pegar o controle da televisão que está em cima da mesinha imagine parar para raciocinar de que vive numa escravidão camuflada e ainda chama isso de "dignidade", será mesmo que o trabalho dignifica o homem? Quem inventou essa merda? Senhoras e Senhores, o que reina aqui é a política da peixada, a política do apadrinhamento e nada mais. O que você vê em prefeituras do nosso lindo e grotesco país? Vocês acham mesmo que todas as pessoas que trabalham em cargos da prefeitura estão lá porque simplesmente se esforçaram para isso? Tudo bem não vamos generalizar, mas todos nós sabemos que o apadrinhamento é uma das coisas que mais existem aqui. Isso é meio que normal em nossa "cultura". Milhões e milhões de pessoas passam anos estudando para quando passar finalmente em um concurso não ser chamado, se você não for um dos primeiros colocados nem se preocupe, pq vc não será chamado! É triste, porém é a verdade. Peixada só é boa quando é pra você, arrumadinhos e jeitinhos só são bons quando você é o beneficiado. Acredite pode ser bom, mas do mesmo jeito que pessoas deixaram de entrar por que te botaram lá um dia será com você, tenha certeza. Me orgulho de morar no país do futebol, no país das mulheres mais bonitas, no país mais misto culturalmente falando, porém me envergonho muito de saber que as qualidades realmente positivas da nossa nação são deixadas para trás, e parece que ninguém enxerga isso ou não quer enxergar. É muito mais fácil tia Ana me colocar pra trabalhar la no cargo político do que eu passar 5 anos numa universidade me matando de estudar e passar mais 5 para conseguir entrar nesse mesmo cargo por mérito meu, por esforço da meu, pelo meu suor através de um concurso. A realidade é essa. Olha só que exemplo cômico esse, nesse ano iremos sediar a copa do mundo (grande merda), a demanda para trabalho é enorme durante esses eventos e muitas pessoas serão necessárias para ocupar diversos tipos de cargos, e adivinha só É TUDO VOLUNTÁRIO, ninguém vai ganhar bosta nenhuma para trabalhar na copa eta que legal né? Sinceramente acho que a nossa presidenta deveria se envergonha de uma coisa dessa, a criminalidade hoje cresce desesperadamente aqui, os jovens entram no mundo do crime cada vez mais cedo e se você abrir um pouco mais a sua mente e sair do senso comum vai saber que a diminuição da maioridade penal não é uma alternativa boa para a resolução disso! Não seja burro, pq que o governo nesses anos todos não investiu em cursos básicos de idiomas para esses jovens? Pq que não criam oficinas de atividades (sejam lá elas quais forem)  para essas crianças que estão se perdendo por ai? Ai vem com uma conversa de trabalho voluntário? pera ai né, paciência tem limite e cara de pau também! Provavelmente eu tenha me perdido muito nesse texto abordando tantos temas de uma vez só, mas é que ta tudo tão errado que quando tu faz um apontamento aparecem milhões de outros e fica tudo uma bola só. O problema do nosso país é que enquanto vem um e rouba teu carro, tem outro colocando alguém desqualificado para trabalhar no lugar de quem tem formação pra atuar exatamente no combate real dessa situação pela qual vc passou, enquanto a maioria acha que fazer um curso de licenciatura não vale a pena existem outros por ai felizes por a maioria da população achar isso. Enquanto muitos pais que literalmente obrigam seus filhos a atuarem em profissões que não são de sua vontade, surgem mais e mais trabalhadores frustrados que não conseguem parar para pensar no motivo de estarem se sentindo assim. Enquanto você, caro leitor, assiste aqueles jornais sensacionalistas e se posiciona contra manifestações feitas por estudantes as terras do nosso pais (mais precisamente a Amazônia) são completamente invadidas por cientistas, vindos de todos os lugares do mundo, a procura da cura em nossas plantas medicinais. Enquanto você se esforça para se adequar a padrões norte americanos nossos parentes mais próximos- índios, negros, gays- são vítimas de racismo, xenofobia e homofobia. Pois é, ta tudo na sua cara abra os olhos, tire esse chapéu de burro, porque você não é burro, seu problema ou melhor NOSSO grande problema é a preguiça, somos todos um bando de fdps preguiçosos. R A C I O C I N E  e levante da poltrona. 

30 de jan de 2014

Meu garoto

Meu garoto usa óculos, mas possui olhos lindos, eu poderia observá-los a vida inteira sem cansar e sem piscar. Ele gosta de músicas diferentes das minhas, mas sabe que os sons que eu mais gosto de escutar são os que ele faz com seu violão. Meu garoto é educado, compreensivo e amoroooso, ele me trata bem e sabe me fazer feliz como ninguém. Seus abraços me tornam feliz e adoro pôr a cabeça em seu peito quando estamos deitados,  ele é gentil e me da comida quando eu peço, divide a água comigo e me dá chocolates de amendoim. O meu garoto tem sonhos loucos como eu, ele pensa parecido comigo e sim, parece que fomos feitos um para o outro, como em toda história clichê de amor... Eu não gostava de Beatles até meu garoto me convencer de que a banda era realmente boa, ele me fez e me faz quebrar preconceitos e nossos sentimentos são recíprocos. Gosto do jeito como ele me deixa bem e sua presença em minha vida é a melhor coisa desde o dia 17/10/2013. Se os deuses nos ajudarem um dia iremos conhecer Minas, e o mundo inteiro, teremos uma casinha cheia de plantas e bichos para brincar. E essa felicidade perdurará por muito e muito tempo, tanto tempo quanto a idade de Bilbo Bolseiro. 

28 de jan de 2014

📚

#

Quasímodo apaixonou-se pela cigana mais linda de Paris, mas era feio, apavorava. 
E pensava: - Como poderá uma mulher tão linda amar-me um dia, sou feio como as gárgulas da catedral de Notre Dame, ela jamais olhará para minha face com amor.
Esmeralda apaixonou-se por alguém que não a amava e nunca imaginou que naquela face deformada do Quasímodo existia uma sentimento tão belo quanto ela.
Bonito é o amor dos "feios", que amam em segredo.
W.S

Queria sentir muito, mas eu só sinto sono ...

Sim, não há mais tempo para isso cisne negro. É chegada a hora, revire-se, transforme-se, recrie-se. Foi se embora a doce melodia que envolvia nossos tímpanos, hoje resta eco, hoje resto oco. Continuarei com minhas manias loucas, com minhas fotos de caras e bocas, pois sou essência viva, como uma chama altiva não me apago tão fácil.  Mas sou leve como uma pena, o vento me leva e eu entro em cena, não importa o momento nem como anda o meu contentamento, mas sei que possuo talento e sobreviverei disso se tudo der errado. Não preciso de resgate, tenho asas e voarei em busca de um céu escarlate, os raios me chamam pro sol* lá serei livre da hipocrisia humana, da imundície deixada por eles e de tantas mentes insanas. Como se não bastasse mandei fazer um vestido de luar, posso brilhar agora e sei onde irei chegar. As ruas contemplam minha passagem, solitária em busca dos odores celestes, procuro por planetas e galáxias distantes, procuro por lábios e sorrisos constantes, preciso de sabores nunca provados e de segredos que jamais foram revelados. Quero a vida, mas prefiro a morte, porque na morte tudo é vida ou porque na morte a vida é infinita. Queria sentir muito, mas eu só sinto sono e o bom dessa vida é que ninguém tem dono, todas as coisas cooperam para um só ponto, o final. - W.S

* ("os raios me chamam pro sol" é um verso da música Globo da morte da banda Os novos baianos.)

19 de jan de 2014

[...]

Eu sei do tédio,
da injustiça e das máscaras
desfilando anêmicas pelas ruas;
eu sei do poder, da prepotência
e da desigualdade atropelando o dia;
eu sei das marcas, da hipocrisia
interminável e do Judas que há em
cada um de nós — ah e como me
preocupa na vida esta tortura comedida! (Na primeira esquina,
atira a alma contra a garrafa
de rum, como quem busca a sublime
aparição, dentro da noite

escura e fria).

Delermando Vieira

#

Saudade do teu quarto,
da tua cama,
da escrivaninha,
dos seus instrumentos,
do lençol de vaca.

Saudade do teu abraço,
do teu beijo,
do teu toque,
do teu cheiro,
dos teus olhos verdes.

Saudade
saudade
saudade
saudade
saudade. 
 w.s

13 de jan de 2014

Aurora Melancólica #3

Aurora achava que tudo era caos, e que estava perdida no meio dele. [...]

Folgou a gravata e chegou com seus olhos cansados, de frente ao espelho percebeu que sua face estava muito mais velha do que realmente era. 
     -Ganhei mais uns dez anos depois desse emprego...
Não gostava do que via, não se sentia feliz, ele estava realmente numa emboscada.
Seu salário não compensava suas incansáveis horas de trabalho árduo, sua vida estava uma bosta, não tinha mulher, não tinha sexo, não tinha nada a não ser sua cara de velho. Se sentia terrivelmente infeliz. 
Tomou um porre, pegou um cigarro e saiu pelas ruas expondo elegância na desgraça.

Aurora Melancólica #2

Aurora não entendia a humanidade [...]
Que sociedade bosta não? Vivemos para os outros, nos vestimos para os outros, compramos nossas coisas pensando nos outros, mas não queremos ser os outros. Bem vindos a sociedade moderna, onde um celular e um corpo bacana significam mais que qualquer coisa. Um exército de robôs manipulados pela tv, conhecidos como massa, ou maioria, possuem suas mentes conectadas ao rit do momento. Não possuem senso crítico, não costumam ler, não pensam por si, em suma é o que o coletivo quer que eles querem. Nunca se assuste se encontrar um bastardo por ai, são raros mas existem. Você possui algo que chama de dinheiro, mas esse "dinheiro" não é seu! vc paga pelo o que não deveria e nem liga pra isso. Você vive uma vida de merda e não faz o que gosta, porque ter status é "mais legal", você posta sua vida e não a vive, você permite que opinem sobre tua família e sobre tua vida sem levar em conta a SUA opinião sobre essas duas coisas. Você não aceita o diferente, você recusa o novo, você é a massa. O conformismo é seu sobre nome, dos animais é  conhecido pela racionalidade, será que é mesmo tão racional? Você destrói a si mesmo e acha que isso é normal, você mata seus semelhantes e acha que está garantindo a sua segurança, você perdeu a noção de tudo. Refletir não machuca, não bate com cassetete. Seu corpo novo é bonito, mas a sua personalidade é podre! O seu dinheiro pode te dar muitos bens, mas você será infeliz sem o que realmente necessita. Seus carros irão trazer amigos que na verdade são inimigos, quando o seu celular top for roubado saiba que é para dar continuidade a um sistema sustentado por você. Suas previsões para um fim do mundo só mostram o quanto vazia sua vida é, e seus deuses se envergonham da sua hipocrisia. Você quer ser rei, mas não reina nem em sua própria mente. Seus costumes foram deixados de lado para se igualar ao que um continente  visto como padrão faz. Vocês falam de amor, mas não sabem o que isso significa a muito tempo, vocês estão envergonhando nossas crianças, que nem crianças são mais, elas já nascem como adultos, viram adultas antes da hora e perdem suas vidas vivendo na merda que vocês criaram para elas, são treinadas para serem iguais a vocês. É lamentável e nojenta a forma como destruímos tudo. Lhes apresento o animal homem.

Aurora Melancólica

  Aurora sentia frio, frio na alma [...]


Queria poder controlar o que sinto, o que vivo, o que penso, mas em meio a arrepios eles vêm e me consomem, os meus pensares que deveriam morrer. Escrevi na lápide que nunca mais iria lembrar, nem se quer imaginar como poderia vir a ser as coisas caso meus planos tivessem dado certo, mas eu falhei, mais uma vez. Não restou escolha e como zumbis ressurgem, parecendo que nunca morreram, esses sentimentos. Deveriam ficar inativos e esquecidos, mas não, você não deixa ou deixou demais para que isso ocorresse. São palavras, são rotinas, são coisas que eu nunca mais queria repetir, mas o mundo me força e eu preciso repetir. Por que devemos fazer os outros felizes? essa responsabilidade é tão grande, é tudo tão subjetivo, e falando em subjetividade vc não queria conhecer a minha, não mais. Você ronda meus neurônios como um fantasma, e eu odeio isso. Somos todos idiotas, presos em um mundo idiota, num corpo idiota, numa vida idiota, ou não? Quero descordar disso, mas nossa felicidade é medida por nossa idiotice. Eu nunca mais queria apertar o play, vc deveria ser uma pausa eterna. Vou exclui o arquivo que vc representa. Vou excluir os pressentimentos e mandar tudo ir a merda pela projeção que eu criei. Sim farei isso. Serei grata apenas pelas palavras e pelos sentimentos que pude criar com esse jogo de sílabas, vc é um jogo de estratégia e eu sou um quebra cabeça de um milhão de peças. A tua ida foi como ter pegado tuberculose, tuberculose era uma doença que fazia muitos escritores morrerem antes, e eu, assim como eles, estou morrendo, lentamente. Em cada tosse te engoli de volta, não pude te ver escarrado em um pano qualquer, não pude te ver em sobras, em pedaços, em coisas desprezíveis. A minha cólera revirou dentro de mim, senti meu estômago vazio e não me permitia dar um sorriso se quer. A sua falsa alegria me corrói, e tudo as vezes parece alucinações vindas de uma explosão de lsd. Caro amigo, convido-o a retirar-se e que nunca mais volte. Não nesta vida.

7 de jan de 2014

W.S estava adormecida quando uma fada colocou o dom de escrever em suas mãos e uma incrível criatividade em sua cabeça. Suas capacidades se aprimoraram e ela cresceu assim, sabia passar seus sentimentos de maneira inacreditável para o papel, sabia pintar, mas escrevia muito melhor do que pintava. Ela era como os pensadores do período romancista.

por tudo que há de mais longo

No espaço intergalático, nas avenidas espaciais, nas dobras do infinito, nas galáxias e planetas mais distantes daqui, esterá o nosso amor, guardado a mil chaves junto com tudo que não possui fim e a imensidão do cosmos. W.S

É preciso voar

Os pais amam seus filhos e querem dar-lhes o melhor, trabalham se esforçam e dão a vida por eles, porém existem erros, pais são humanos e erram, são falhos. A preocupação com um bom futuro estraga as oportunidades do presente, e é no presente que fazemos o futuro. Muitos pais cortam as asas de seus filhos, bons atores e atrizes viram advogados ou médicos medíocres, vivem uma vida que não lhes convém. O erro dos pais é querer que seus filhos vivam os sonhos deles, e não seus próprios sonhos. O erro dos pais é cortar as asas de seus filhos, deixá-los dependentes e quase nada criativos. Os pais impõe uma vida "boa" aos seus filhos que só são boas aos seus olhos, e os filhos? Somos todos obrigados a seguir os sonhos de nossos pais! As vezes dá certo, as vezes não. Adultos frustrados foram crianças que não seguiram seus sonhos, crianças que talvez seguiram os sonhos de seus pais. Mas o problema não são os pais, os pais amam, mas amam demais. Tudo que é muito sufoca, aprisiona, faz mal. Os pais sufocam seus filhos, se pudessem os aprisionavam numa caixinha, só pare lhes observar. E os filhos únicos então? coitados desses seres, são os que mais sofrem, levam todo essa descarga de amor só para si, um irmão ajudaria a aliviar um pouco esse peso doce e amargo. Ser filho único é muito bom, tirando essa preocupação boba multiplicada por mil. Os filhos são como borboletas que passam por uma intensa e linda metamorfose, os pais não gostam dessa mudança e tentam torná-la lenta, querem seus filhos como lagartas sempre. A maior ironia disso tudo é que um dia os filhos também serão pais, e por mais que critiquem e julguem as práticas a que foram submetidos reproduziram o mesmo e talvez até pior. Eu preciso  voar, nós precisamos voar, eles precisam permitir nosso voo. Nos libertem, para que um dia possamos libertar também. Que tenhamos dó dos nossos filhos, que saibamos amar sem privar, que saibamos educar sem medo, que saibamos dar bons exemplos sem impor nada, que saibamos dar asas e não corta-las fora, que possamos ser bons pais e bons filhos.

Meu presente de Natal, do namorado mais doce do mundo.


#

Antes que eu morra, quero que saiba, jamais palavra alguma poderá descrever o que senti. W.S

#

Já não é mais raridade pensar em você, já não é mais difícil não pensar em te querer, todos os dias você adoça minha vida, me torna alegre, me faz feliz. Os versos voltaram, agora as palavras rimam novamente. Ainda bem que você me achou.
                                                                  Continua...

Ano novo, vida nova.

As fotos postadas abaixo foram tiradas na praia de Muriú, que se encontra aqui no litoral norte do meu estado. Foi lá que passei a virada do ano e os primeiros dias de 2014. Dia 27 desse mês minhas aulas se iniciam e vou para o 3° período do meu curso haha. Tudo indica que vou pagar uma matéria a tarde e estarei novamente no projeto ^^, se Deus quiser conseguirei minha bolsa e passarei a ganhar pelo meu trabalho no projeto. Essas são algumas das minhas metas a serem cumpridas nesse ano, e se tudo acontecer de forma tão rápida e tão louca como as  coisas ocorreram ano passado 2014 será um ano muito legal, produtivo e doidooo. Vibrações positivas à todos ;)

Olá 2014