23 de dez de 2013

Não cortem minhas asas

Não cortem minhas asas, pois eu preciso voar
Voar pra bem longe, e nunca mais voltar
Através do mar, do céu e do ar
Pelo pacífico Sul e pelo Ártico polar.

Não cortem minhas asas, pois eu preciso conhecer
Tudo aquilo que a vida tem a me oferecer
Com as asas bem abertas eu não preciso correr
e fica até mais fácil de chegar até você.

Não cortem minhas asas, pois não terei aonde ir
E vou ficar sozinha vendo só você partir
Seja pra Jamaica, Himalaia ou Havaí
A vida é muito curta pra ficar sozinha aqui.

Não cortem minhas asas, pois eu preciso do sabor
De todas as coisas que são feitas com amor
É muito diferente você nota pela cor
Além de super alegrinho com bastante bom humor.

Não cortem minhas asas, os versos estão acabando
E meu voo pouco a pouco encurtando
Talvez eu encontre um caminho diferente
Mas com minhas asas eu posso sempre ir em frente.
 W.S


Nenhum comentário:

Postar um comentário